menu

Image Map

31/10/2017

🐲 Resenha | Conto de Dragões- Fabi Zambelli 🐲

SINOPSE | COMPRA
Hello, pessoas? Hoje vim, finalmente, trazer a resenha deste livro incrível, o Conto de Dragões, da Fabi Zambelli. Já deixei minhas primeiras impressões e agora vim contar com mais detalhes como foi esta leitura.
🐲
Mariane estuda jornalismo e tem amigas super parceiras, Karen, Kelly e Laura, além de Matheus, quem arrasta as duas asas por Mari. Desde nova, a garota ama dragões e até tem uns sonhos loucos com essas criaturas fantásticas, mas para Mari esses são apenas sonhos e que nunca poderão concretizar-se. Enganou-se direitinho!

A futura jornalista mora com seus pais e um irmão mais novo em Jundiaí, uma cidade de São Paulo, além de duas cadelinhas, que são seus amores. Certo dia, Mari recebe uma ligação estranha e é aí que tudo começa a acontecer, que vai descobrir que seus sonhos na verdade não são tão sonhos assim.
"🐲-Mariane?- era a voz de um garoto, que, pelo tom grave e aparentemente maduro, parecia ser alguém próximo de sua idade.
🐲-Ela mesma... Quem está falando?
🐲-Segredo."
Quando um aluno novo entra na turma da jovem ela tem a impressão de já tê-lo visto e sente uma conexão com ele. O garoto, Andrey, é o tipo de menino que toda mulher sonha, galanteador, com um sorriso maroto que dificilmente deixa os lábios e gentil, embora no começo Mari o tenha achado um pouco metido demais, haha. Os dois vão se conhecendo melhor e um sentimento vai surgindo, eu achei algo muito repentino, mas li mais da história e entendi a razão.

🐲"Mariane começou a relaxar, sentindo-se confortável ali. O calor e a fragrância que ele emanava a embalavam e aclamavam. Ela não estava mais assustada, sentia-se segura nos braços daquele desconhecido."🐲

Logo, para a desgraça de Matheus que nunca conseguiu se declarar pra Mari, Andrey e Mariane começam a sair e o laço que já os unia fica ainda mais forte, mas quanto mais próximos eles ficam, mais perigosas as coisas se colocam.

Não só dragões existem, mas também giants, criaturas que se parecem com lobos e que têm uma aparência ainda mais assustadora. Depois de destruir alguns planetas, inclusive o dos dragões, os planos que esses seres têm pra Terra não são nada bons. São capazes de tudo para roubar a energia vital do planeta e se tornarem cada vez mais fortes.

Fabi nos apresenta três mundos: o dos dragões, o dos giants e o dos humanos, cada qual com suas forças e seus representantes. Thadeu e Maysa, pai e tia de Andrey, são os que lideram o mundo dos dragões, assim como o garoto. Mariane e o capitão Luca representam o dos humanos, seguidos pelos amigos principais da Mari e seus pais. No dos giants, quem tem destaque é o cruel rei Giulian e sua amante Luara, seguidos por seus subordinados: Cacio, Trevor e Éris, e esse é o mundo em que só há maldade, ainda que no final tenhamos uma surpresa.

Esses mundos entram em conflito na cidade da nossa protagonista, em Jundiaí. Cada um deles possui suas facetas, uma guerra constante entre o bem e o mal. No dos humanos, o odioso tenente Nunes está compactuando com os giants para que estes realizem seus planos, mas o capitão Luca sempre está atento a ele. No dos dragões, a prima de Andrey, Pandora, tem um papel essencial e ela se revela bem megera no começo do livro.

Nosso Matheus se revela bem mais interessante do que imaginamos, pois sua família guarda uma herança maldita, esta ganha por uma briga entre dragão e humano, o que vai tornar os homens de sua família caçadores destas criaturas fantásticas. E isso vai explicar muito do ódio do rapaz por Andrey.

Neste livro, realidade e fantasia se integram como numa dança em que o par, em perfeita sincronia, já não é constituído por dois, mas um só. A escrita da Fabi é cativante, cheia de detalhes e muito mistério. É impossível não se apaixonar a cada página e a sensação ao terminar o livro é de alegria e tristeza. Alegria por mais uma história vivida, e tristeza, por ter acabado. :( Os personagens são bem desenvolvidos, não fica nenhum sem atenção. E a protagonista é forte, não é do tipo que fica choramingando por besteira, ela é decidida e independente.

"Ele parecia ter o dom para lidar com ela. Entretanto, Mariane jamais permitiria que ele soubesse disso."

Bom, gente, não vou escrever mais pra não ficar muito repetitivo, porque já fiz as primeiras impressões, se alguém quiser conferir, é só clicar AQUI. O livro tem folhas amareladas, as letras são confortáveis aos olhos e amei os detalhes nos capítulos com pequenos dragões. Os capítulos são longos, mas neles se intercalam os contextos: ora estamos no dos dragões, ora no dos giants, ora no dos humanos, o que acelera a leitura.
Saibam mais sobre a Fabi AQUI.
🐲

Classificação:
Autor: Fabi Zambeli
Editora: Novo Século
Ano: 2016
Páginas: 416

26/10/2017

Resenha | Editora Sinna | O Jogo do Enganador- Danilo Queiroz

COMPRA | SINOPSE
Sabe aquele livro que depois que você termina o abraça agradecendo o autor por tê-lo surpreendido? Então, assim foi com "O jogo do enganador", do Danilo Queiroz. O livro foi concedido pela Sinna, editora parceira do blog, e foi uma surpresa maravilhosa.

Daniel Meirelles é um jornalista que me cativou desde o começo. Às vezes vacilei acerca dos meus pensamentos sobre ele, me perguntando se ele era mesmo tão brilhante a ponto de ser o protagonista, mas à medida que lia, descobri que ele é, na verdade, humano, humano e brilhante. 

O jornalista da Gazeta de Ribeirão Freire é um rapaz de 25 anos de  idade e de boa aparência, mas é constantemente perseguido, pois, devido às suas investigações, graças ao cargo de consultor externo da polícia da cidade, ele ganha muitos inimigos, todos doidinhos pra ter a cabeça do jovem. Mas essas ameaças não são suficientes para fazer o rapaz parar, são como combustível para ele, pois suas veias estão revestidas de desejo de justiça. 

Nosso protagonista é apaixonado pela detetive Clara Andrade e divide suas aventuras investigativas com o melhor amigo e detetive Maxwell Schneider, filho do delegado Leonardo Schneider, que está se aposentando e deixando o cargo nas mãos do implicante Félix. Quando consegue uma grande façanha -prender o prefeito Luiz Cláudio Barros por desvio e lavagem de dinheiro, algo que já acontecia desde que sua família entrara no poder, há 20 anos, é como desatar um laço de uma caixa que contém muitas surpresas (ruins, diga-se de passagem).


A partir desse episódio e com a morte de Leonardo Schneider, Max e Daniel, sedentos de vingança e justiça, começam a fazer investigações para descobrir sobre uma série de crimes que vem ocorrendo na cidade de Ribeirão Freire. Eles descobrem que há muito mais do que as coisas aparentam. Luiz Barros não agia só, tinha aliados com crimes muito mais pesados e que estão atacando sem dó nem piedade, tudo a mando de um tal IB, em volta de quem a trama se desenrola. Mas quem é ou o que é esse IB? Uma pessoa? Um grupo?

A narrativa vai se desenvolver na busca de resposta a essas perguntas, uma narrativa cheia de suspense, manchada de sangue e muita coragem. Infelizmente nem todos viverão para descobrir a cerca dessa sigla misteriosa, mas Daniel não para, tampouco Max, que sabe que a morte do pai não foi somente uma tentativa de assalto, foi um homicídio planejado e eles estão dispostos a revelar a cara do assassino.

A escrita do Danilo é cativante, objetiva, viciante, com descrições que nos faz mergulhar no cenário e ansiar para descobrir tudo. Quando você menos pensa, está investigando, conjecturando, fazendo cálculos de quem possa estar por trás dos crimes tão conectados, porque o leitor desse livro não é um leitor passivo, mas ativo, que não consegue simplesmente ler, ele também investiga, analisa e pode ser facilmente enganado (sempre sou em livros desse gênero, hahaha). E quando o mandante de tudo se mostra e você pensa: "ah, sério? Que previsível!", é aí que você será ludibriado, assim como aconteceu com Daniel. O assassino não tem rosto, nome ou endereço; ele pode estar o mais perto do que imaginamos, mas as pistas são afastadas e começamos a acusar a todos, esquecendo que esse é o JOGO DO ENGANADOR. 

Esse livro me surpreendeu e agradeci ao Danilo pelo tapa na cara. O final realmente me surpreendeu.  ❤ O livro é lindo, gente, assim como as edições dessa editora maravilhosa. Tem páginas amareladas, letras confortáveis aos olhos e esse detalhe nos capítulos. Achei alguns erros, mas são poucos e não atrapalham em nada a leitura.

Compra: AQUI
Classificação:
Autor: Danilo Queiroz
Editora: Sinna
Ano: 2016
Páginas: 202

Conheçam a editora nas redes sociais clicando nos ícones abaixo:

      

Um abração e até a próxima, se Deus quiser. ^^)

11/10/2017

Primeiras Impressões | Conto de Dragões- Fabi Zambelli


Oii, pessoas? Hoje vim trazer pra vocês minhas primeiras impressões de um livro lindo e maravilhoso da autora parceira do blog, a Fabi Zambelli. Fiquei super feliz quando a Fabi aceitou a parceria e ela é uma pessoa muito fofa, gente.

O livro está dividido em 3 mundos: 
🐲O dos humanos, no qual nossa  protagonista Mariane está representando junto com o capitão do exército de Jundiaí, Luca.
🐲O dos dragões, no qual nosso protagonista Andrey encabeça junto com sua família.
🐲E o dos giants, representado pelo antagonista mais cruel da história, o rei Giulian junto com sua amada Luara.

Em cada mundo desse, com exceção do dos giants, existe o lado do mal e o lado do bem. Mariane e o capitão Luca são a parte do bem, mas existe o tenente Nunes para infernizar-lhes a vida e fica do lado dos giants nessa empreitada. Também tem outro personagem bastante importante na história, o Matheus, amigo da Mariane e que sua família guarda uma tradição bastante diferente. Digamos que rola muita treta entre ele e o Andrey. A verdade é que Matheus é gamado na Mari, mas ela nunca deu bola pra ele. Mas ele não é mau, pelo menos não até as 285 páginas que eu li, e torço pra que isso não mude, mas com essa herança que ele carrega, sei não, viu.

No mundo dos dragões, Pandora ocupa o lugar de megera, quer Andrey para si e fica super chateada quando descobre que o que ele sente por Mariane é real. A partir desse momento, ela passa a agir por impulso e por revolta. Não sei dizer ainda se ela é uma vilã, mas chega perto disso.

No mundo dos giants, pelo que li até agora, todos são horríveis, são seres maus por natureza. Você pode estar se perguntando o que são giants, relaxa, fiz a mesma pergunta, mas a capa e a descrição que a autora nos faz nos dá uma imagem, e que imagem! Eles se parecem com lobos, mas têm características que os distinguem. Têm cabelos longos, olhos da mesma cor do cabelo e andam sobre duas patas.

Estes três mundos estão juntos em um mesmo lugar: Jundiaí, São Paulo. Os giants têm um plano mirabolante para destruir não só a cidade, mas todo o planeta Terra. 


🐲Alguns Aspectos do Livro🐲
  • O livro se intercala nos três mundos apresentados acima;
  • Os personagens são bem construídos e desenvolvidos;
  • Narração em 3ª pessoa;
  • ESCRITA: A Fabi tem uma escrita maravilhosamente linda e bem desenvolvida. Ela nos cativa a cada página. Na parte que o avô de Matheus lhe está contando sobre os seus antepassados, e voltamos a uns séculos atrás, a escrita está perfeitamente elaborada e adequada aos padrões gramaticais. Se usa o tu e em nenhum momento vi mescla com você, como costumamos ver em livros de época. Isso me pareceu lindo (sou estudante de Letras, gente, reparo nessas coisas mesmo, hahaha). A autora e a editora estão de parabéns. 
Bom, pessoal, vou até aqui, vou deixar mais informações pra resenha. Abraço de urso pra vocês. Até uma próxima, se Deus quiser. 
© ♥ Eu Sou Um Pouco De Cada Livro Que Li ♥ - 2016. Todos os direitos reservados.
Designed by: Amanda Hauanne e Mirelle Almeida. Cabeçalho by: Edu Anjos.
Tecnologia do Blogger.