menu

Image Map

25/12/2017

⛄ Jingle Bells e Livros | Era Uma Vez Um Natal De Luz- Sidnei Coelho

AMAZON
Olá, gente! Natal findando, mas vim aqui de novo recomendar a leitura de um conto que com certeza aquecerá o coração de vocês. E está grátis até hoje na AMAZON!

Em "Era uma Vez um Natal de Luz", Sidnei nos traz uma história envolvente e quentinha. Ela tem início em 1939, quando a guerra assolava muita gente, mas apesar disso, no interior, longe dos barulhos das cidades grandes, encontramos pessoas que vivem alegres. Almira e Josef são os pais de Richard, nosso menino protagonista.

Em busca de melhoria, mesmo sabendo dos riscos que correriam, eles deixam o menino aos cuidados do irmão de Almira, Clev, um homem arrogante que mora na cidade. A tia do menino, Tereza, insistiu para que o garoto ficasse na chácara, junto de seus primos, mas os pais não quiseram sobrecarregá-la ainda mais, por isso mesmo, Richard acabou indo morar com o tio. E é a partir daí que o menino alegre se transforma em um garoto triste.

Passados 5 anos, em época de Natal, a promessa de que seus pais voltariam falha, Richard foi mandado para a casa de Tereza, pois Clev iria receber parentes da mulher do prefeito, o qual ele paparicava. Na volta à chácara, o menino tem um encontro com três homens, sendo o primeiro Baltasar, o segundo Gaspar e o terceiro, Belchior, todos usando turbantes. De cada um Richard recebe um presente: uma caixinha em forma de baú, da qual saía  um perfume desconhecido pelo menino; um incensário junto com um saquinho, no qual continha algo capaz de purificar, e ouro. O menino não entendia muito bem por que aqueles homens lhe presenteavam e que estrela era aquela que eles diziam estar a procura.

Imagem do Pinterst.
Chegando à casa da tia, a festa foi garantida e logo Richard soube que Tereza havia cedido o casebre no alto da chácara para uma mulher grávida e seu marido. Curioso, o menino, ao amanhecer do Natal, foi conhecer  o casal, que tinha acabado de receber ao mundo seu filho Emanuel. Richard também compartilhou presentes com eles. 

A fim de observar o céu, no alto de uma colina chamada de Colina dos Viajantes, ele avistou alguém vestido com uma túnica clara e com um cajado em uma mão e uma pequena ovelha na outra. O homem lhe instruiu para que voltasse à casa do tio Clev, pois lá teria algo para Richard. E é quando está prestes a chegar à casa do tio que o menino ganha o maior presente de todos, então no céu uma estrela brilha intensamente e os homens de turbante sorriem, constatando que mais uma missão foi concluída.

A escrita do  Sidnei é leve e encantadora, ele nos cativa a cada linha e soube misturar bem elementos do Natal, elemento secular com religioso, que é o Papai Noel e a figura dos três reis magos e Maria e José. Ele entrelaça tudo para que um objetivo maior seja alcançado, que é a realização do desejo de Richard. A mensagem é que todos aqueles que fazem o bem, mesmo sem saber a quem fazem, estão recebendo Jesus em sua casa, em seu coração. E que todos os dias, para aqueles que acreditam, um milagre acontece.

Leitura mais que recomendada para qualquer época do ano, embora ela seja temática, mas a mensagem que ela traz é válida para todos os dias de nossa vida: fazer o bem sempre, mesmo a pessoas que você não conhece.

É isso, pessoas, espero que tenham desfrutado e estejam desfrutando do Natal. Não esqueçam de que todos os dias é dia de celebrar o que Jesus veio nos ensinar: o AMOR. Amor esse que foi capaz de dar a vida por nós.

Abraços quentinhos. 💗

23/12/2017

⛄ Jingle Bells e Filmes | Uma pausa para "O Príncipe do Natal" ⛄


Oi, pessoas, como vão? Natal à porta e o blog também entrou no clima.  Esses dias assisti um filme e resolvi trazer um comentário sobre ele.

Em O Príncipe do Natal (A Christmas Prince) vamos acompanhar a jovem jornalista Amber, que deixa Nova York, amigos e pai para cobrir a história do príncipe Richard, prestes a ser coroado rei de Aldovia. 

Para ela, Richard não passava de um playboy mulherengo e que só queria curtir. Mas ao chegar ao palácio, ela descobre que não é bem assim.

Muitos jornalistas vão para Aldovia a fim de registrar o acontecimento histórico, mas acabam sendo barrados quando dizem a eles que o príncipe não se encontra. Amber, pensando em tudo que deixou pra trás em busca de seu sonho, ter reconhecimento profissional, não desiste e entra no palácio às escondidas. Já dentro, ela é confundida com a tutora da princesa Emily. Aproveitando a deixa, ela assume o cargo, mas não imaginava que Emily seria uma criança tão difícil de lidar. Ela tem uma deficiência nas pernas e vive revoltada pelos olhares de pena que as pessoas lhe lançam, mas a jornalista lhe surpreende ao dizer que não tem pena dela, pelo contrário, a acha uma criança corajosa. A partir daí, elas se tornam amigas e aprontam muitas.

À medida que se afeiçoa com Emily, Amber vai descobrindo o verdadeiro caráter de Richard. Sua missão, então, passa a ser revelar a verdade sobre o príncipe, que ele não é o que a imprensa pinta, mas uma pessoa generosa e com muitos receios.

Nesse meio tempo a jovem descobre um segredo importante da vida do príncipe, segredo esse que coloca a coroação dele em risco, mas que poderia alavancar sua carreira como jornalista. É nesse momento que ela vai decidir se seu sentimento por Richard será maior que sua vontade de crescer profissionalmente. E agora?


Gente, eu amei o filme, embora ele seja bem clichê, mas o que seria de nossas vidas sem os clichês, não é mesmo? É um filme leve e bem desenvolvido, que traz o melhor do espírito natalino, que é o amor sobre todas as coisas. 


O filme dura 1h 32min e está disponível na Netflix. Seus atores principais são Rose Mclver, Ben Lamb e Alice Krige. É dirigido por Alex Zamm.

Bom, gente, não é bem uma resenha, é apenas uma recomendação de um filme que aquecerá ainda mais nosso coração nesse Natal. Desejo a todos meus queridos leitores um excelente Natal. 💗

Não esqueçam de distribuir muito amor, pois o dono dele nasceu justamente nessa época (ou pelo menos se comemora), então esse é o verdadeiro espírito natalino.

Abraços apertados e quentinhos em vocês!

22/12/2017

⛄ Jingle Bells e Livros| "Deixe a neve cair", um livro de contos natalinos

Fala, galera! Tudo bem com vocês? Quanto tempo, hein? Pois é. Tenho plena consciência de que tenho estado um pouco (mentira, muito!) sumido do blog. A faculdade e a vida de uma forma geral me consumiram o tempo e não permitiram que eu escrevesse por aqui, trazendo resenhas de livros e batendo aquele papo literário que nós, leitores, tanto amamos. É, gente, ser adulto é um troço complicado.

Porém, eu trago uma novidade para vocês (que rufem os tambores!): EU VOLTEI! UHUUUUUUUU! E na melhor época do ano. O Natal está chegando. A época de comer, comer e comer (haha). A época de ler, afinal Natal também significa férias que significa tempo para colocar as leituras em dia.

Pensando nisso, hoje eu vim trazer para vocês uma dica de leitura bem natalina. "Jingle bells, jingle bells, jingle all The way..." Ah, como eu amo o Natal! 

A dica de leitura de hoje é o livro "Deixe a neve cair", uma coletânea de contos natalinos. São três contos.

O primeiro se chama "O Expresso Jubileu", escrito pela Maureen Johnson. O segundo é intitulado como "O milagre da torcida de Natal", e é escrito pelo conhecido (e amado!) John Green. O terceiro e último conto traz como título "O santo padroeiro dos porcos", e é escrito pela autora Lauren Myracle.


Hoje eu vou falar para vocês, leitores queridos, um pouco do primeiro conto. Vamos lá? Vamos!

"A proximidade não leva à familiaridade."
O Expresso Jubileu - Maureen Johnson

Da lista de nomes peculiares, Jubileu é, sem dúvida alguma, um nome que encabeça essa lista, não é? Jubileu? Mas que nome é esse?


Não vou dar spoilers, então você vai saber o porquê desse nome quando ler o conto da Maureen 😉

Bom, nesse conto conhecemos essa garota chamada Jubileu em sua viagem para a Flórida na noite antes do Natal. Quer dizer, na tarde antes do Natal.

Natal, viagem, Florida. Tudo corria muito bem até que uma nevasca faz com que o trem em que Jubileu se encontra atole na neve. E é aí que a aventura começa.

A garota de nome incomum resolve se aventurar do lado de fora, na neve e no frio, onde encontra uma lanchonete aberta no meio daquela neve toda e conhece o Stuart, um carinha bem gente boa.

Ah, seria esse o nascimento de um grande amor? Talvez. Só sei que o Natal é uma ótima época do ano para essas coisas acontecerem 😌

Eu gostei muito desse conto. Nunca tinha lido nada da Maureen Johnson antes e esse foi o meu primeiro contato com a sua escrita. E posso dizer que foi uma ótima primeira impressão. O conto é leve, gostoso de ler e fofo. Se ele tem clichês? Claro! Mas o que seria da vida se não fossem os clichês, né? 

Enfim, eu recomendo! Espero que os próximos contos sejam tão bons quanto o primeiro. Até a próxima, leitores! Abraços aluados! E Ah, aproveitem o Natal!

17/12/2017

Resenha | O Corvo Negro | Trilogia das Plumas- Lucas de Lucca

Olá, pessoas!
Hoje, com muita alegria, venho lhes trazer mais uma resenha de um autor parceiro do blog. O livro é lindoooo, e não só por fora. Vamos à resenha? Vamos.

COMPRA
"Ele era Ukel, o primeiro ladrão de Gor, o renegado das terras nevadas e o dono do próprio destino."
O Corvo Negro vai nos trazer a história de Ukel, um jovem que inicia sua carreira aos 18 anos de idade acompanhado pelos amigos Merienir, uma elfa de cabelos prateados, e Farem, um rapaz robusto e órfão desde cedo.

Conhecemos Ukel com 10 anos, quando ainda vive com a mãe e quando tem contato pela primeira vez com os amigos, que desde então o acompanha nas suas aventuras. Desde esse momento, o garoto, imerso nos livros, já apresenta seu lado frio e cruel, mas também seu lado humano e protetor.

Depois das guerras arcanas, uma invasão de monstros na aldeia de Merienir os obrigou a vir para Gor, capital fria do Reino de Ayrlia e conhecida por sua carne de bisão e exportação de couro. Ayrlia é o continente no qual acontece a narrativa.

A garota elfa presencia a morte dos pais de forma brutal e seu auxílio para a dor e o desamparo é Farem e Ukel, que chegam para socorrê-la. A partir daí surge uma amizade entre os três e o narrador pula pra 8 anos depois, quando eles já estão mais maduros. Farem é dois anos mais velho que Ukel, e Merienir tem aproximadamente a mesma idade do jovem.

Agora eles são o terror da cidade de Gor, termos que conhecidos por Ponto, Punho e Flecha, que correspondem a Ukel, Farem e Merienir, respectivamente, e faz menção ao que eles representam.

Já com a vida bastante boa, e conhecidos como Milícia de Gor, roubam dos comerciantes da cidade, cobrando-lhes impostos. Seu clã de ladrões vai muito bem até que Merienir faz um acordo com o Rei de Gor, Grisgown, que vendo a habilidade que os ladrões tinham para conseguir dinheiro, contrata seu trabalho para que os impostos sejam do reino e daria a eles uma parte, além de uma casa e a legalidade do serviço que já faziam. Farem, que não era muito fã do que fazia, assim como a garota, topou sem piscar, mas Ukel sentiu-se traído. Mas depois ele acabou aceitando a oferta, não lhe restou opções.

O trabalho do clã era cobrar os impostos do Rei, tendo direito a 30%, e se livrar de alguns inconvenientes quando necessário, e isso significava matar. Eles agora não são o simples clã de ladrões que botava medo nas pessoas, mas mercenários do Rei. E é graças a esse trabalho que Ukel conhecerá Leiram, um servidor de Grisgown e que logo se transformará no mestre do jovem. Leiram é o que vai lhes oferecer o trabalho de Ceifadores, e por causa do alto valor, eles acabam aceitando, e Ukel de bom grado.

"[...] Meri não dizia nada e por todo o caminho seguiu de cabeça baixa, imaginando talvez quando foi que seu amigo de infância havia se tornado aquele ser tão frio."

Após algum tempo executando esse trabalho, Leiram convida os três pra outra cidade, Curi, mas no fim somente Ukel acompanha o mestre e o leitor tem a oportunidade de conhecer outro lugar. Durante a viagem, eles dão uma parada em Logan, a cidade das festas, onde Ukel conhece umas amigas de Leiram, Dalla e Zenny. Mas a estadia deles na cidade dura pouco e logo seguem viagem para Curi, conhecida por seus soldados bem treinados e a alta  produção de armas.

Ao longo da narrativa, parada no começo, pois nosso protagonista fica a maior parte na cidade fria de Gor, vamos conhecendo os outros reinos, principalmente os que Ukel tem contato direto, que é o caso de Logan e Curi, além de outros grupos, como os Corvos, no qual Ukel se transforma ao chegar em Curi, os Tijs, grupo de matadores de aluguel e que eram proibidos no continente. Esses elementos são introduzidos mais ao fim do livro que, certamente, Lucas irá desenvolver melhor nos próximos volumes.

Com uma narrativa em 3ª pessoa e objetiva, O Corvo Negro, de capítulos curtos, nos traz uma história bem elaborada, na qual acompanhamos o desenvolvimento de Ukel tanto como pessoa, quanto como Corvo.

O tema da magia não é tão destacado no livro, ele vai sendo introduzido aos poucos e sem forçar a barra, ele aparece em alguns casos, mas o certo é que magia sempre acompanha Ukel, de início, introduzida com a chegada da elfa Merienir a Gor, depois com a adaga que Ukel sempre leva consigo e que ao atingir os adversários faz um estrago considerável, a Cria de Dragão, como fica conhecida por queimar onde toca.


O cenário onde se desenvolve a história não chega a ser bárbaro, pois o continente já é civilizado, embora seja novo, com menos de 200 anos, mas me lembrou muito as terras vikings, haha. Dá pra mergulhar bem na história e sentir-se parte dela. E pra ajudar o leitor se situar melhor, além de um mapa no começo do livro, no final, Lucas nos deixa uma descrição física dos personagens que aparecem na narrativa, dos grupos e dos reinos do continente.

O que me incomodou um pouco no livro foi a rapidez das coisas, acho que Lucas poderia ter explorado mais algumas coisas, como os sentimentos dos personagens, por exemplo, mas fora isso, que é bastante relativo dependendo do leitor, e alguns erros ortográficos que encontrei, o livro é maravilhoso e nos apresenta um anti-herói cercado de intrigas, traições e vinganças. 


Ukel foge do modelo de herói perfeito e é justamente isso que nos faz amá-lo. Ele é um personagem frio, mas também sabe ser amoroso, é leal a quem lhe é leal, mas cruel com quem lhe trai. Não vemos nele um modelo incorrompível e irrepreensível, mas um protagonista falho, que está em construção, um modelo mais real, humano, e é exatamente isso que nos aproxima mais dele.
"- Você é a pessoa mais impressionante que eu conheci, você é bom e ao mesmo tempo frio, você tem uma habilidade invejada até mesmo por mim e tem um futuro mais brilhante do que todo o ouro que poderíamos ter juntado." (Palavras de Leiram a Ukel).
O livro tem folhas amareladas e uma letra confortável aos olhos. Mais que recomendado! 💗
Para adquirir o livro ou conhecer mais do Lucas de Lucca, é só acessar as redes sociais abaixo:
Instagram
Site
Facebook
Twitter

Classificação:
🕮🕮🕮🕮
Autor: Lucas de Lucca
Editora: Edição Idependente
Ano: 2016
Páginas: 366

04/12/2017

Uma Pausa Para os Doramas | C-Drama "Dr Qin Medical Examiner"

Oi, gente! Desculpem pelo sumiço, a vida anda a todo galope, haha. Nunca mais tinha indicado um dorama pra vocês, já assisti uns três desde o último e gostaria demais de compartilhá-los com meus queridos leitores. Sempre assisti a doramas coreanos, mas esses dias comecei a me aventurar pelos chineses e, olha, são ótimos, gostei mais que os coreanos porque, pelo menos os que vi, o drama não é tão forte. Eu ficava tão chorosa com os doramas coreanos, hahaha, deixam qualquer um com depressão, misericórdia, mas ainda assim amo demais. Mas vamos a um mais razão que emoção, e estou falando do c-drama (Drama Chinês) Dr Qin Medical Examiner!

SINOPSE: Zhang Ruo Yun (Wu Xin: The Monster Killer), Jiao Jun Yan e Li Xian são estrelas de um drama policial que mostra que até mesmo as melhores cabeças não podem resolver nada se não conseguirem trabalhar em equipe. Quando um genial investigador forense recebe uma assistente da qual não gosta, ele acaba aprendendo que ela pode conquistá-lo e se tornar uma grande parte de sua equipe.

Qin Ming (Zhang Ruo Yun) é um genial médico legista, o único problema é que é muito excêntrico. Tão excêntrico que, frequentemente, é quase impossível aguentá-lo. Ele só tem um amigo e todos os seus assistentes se demitem por não conseguirem trabalhar com ele. Li Da Bao (Jiao Jun Yan) tem a "sorte" de ser a escolhida para ser a próxima assistente de Qin Ming. Diligente e resiliente, Li Da Bao tem um senso de observação incrível e um olfato ótimo, também. Ela consegue conquistar o coração do chefe dela e se torna parte da equipe que mais causa dores de cabeça nos criminosos. Outro membro da equipe é Li Xian, um incrível detetive e a única pessoa que tem paciência com Qin Ming, formando um forte laço com o médico e a assistente dele. Ele se torna a pessoa do outro lado e dá toda a assistência legal necessária. Juntos, os três solucionam crimes como ninguém, mas alguns deles são tão brutais que nem mesmo a ciência pode fazê-los ter sentido. O que o Dr. Qin vai fazer quando a lógica não pode resolver seus problemas? Também conhecido como “Dr. Qin Medical Examiner,” Medical Examiner Dr. Qin é baseado num romance do autor Qin Ming. A websérie despontou como a única de sua geração que foi roteirizada por escritores de livros, e não por estúdios de TV, visando aumentar as vendas de suas obras literárias através da televisão. A série foi ao ar em 13 de outubro de 2016, na Sohu TV. A primeira temporada teve 20 episódios, mas uma segunda é esperada para abril de 2017. Medical Examiner Dr. Qin é um dos dramas mais famosos da história da China, alcançando 1,5 bilhões de espectadores na Sohu TV. O elenco de Medical Examiner Dr. Qin inclui Zhang Ruo Yun como Qin Ming, Jiao Jun Yan como Li Da Bao, Li Xian como Lin Tao, Hou Ming Hao como Li Da Gou, Qu Qing Qing como Chi Zi, Cheng Hao Feng como Chen Biao, Qian Bo como Tan You Ming e Li Si Tong como Xiao Hei.

Imagem da Internet.
Depois de uma sinopse tão longa dessas, não vou falar muito sobre o drama, só dizer que amei, me assustei em algumas partes, chorei em outras e shippei muito o Qin Ming com a Li Da Bao.

Imagem da Internet.
Vou logo avisando, se você não abre mão de um belo romance, talvez não goste muito desse c-drama, mas se curte aventura, mistério e suspense, tudo isso com uma pitada de humor, que foi o que quebrou a tensão das cenas horripilantes, esse é pra você! Qin Ming é o médico perito, Da Bao é sua ajudante e Lin Tao é o detetive. Juntos, os três trabalham na construção das cenas dos crimes e na solução deles, é uma tarefa árdua e perigosa, bastante perigosa.

Imagem da Internet.
Outra coisa nesse c-drama é que ele é previsível. Quando acontecia algum crime, eu já sabia quem havia sido o mentor ou assassino, mas alguns casos nos deixam realmente de boca aberta, principalmente o último. Eu fiquei com os dedos cruzados para que tudo se resolvesse logo, pois um dos protagonistas estava envolvido. As cenas foram bem montadas, o raciocínio dos investigadores foi bem construído e eu passei a amar a cada um. Senti um vazio quando terminou. :( Enfim, gente, recomendadíssimo o C-Drama.


Ano: 2016 
Episódios: 20
Duração: de 35 a 45 minutos cada episódio
Onde ver? No YouTube (em inglês ou em espanhol) e no Drama Ferver (em português).
© ♥ Eu Sou Um Pouco De Cada Livro Que Li ♥ - 2016. Todos os direitos reservados.
Designed by: Amanda Hauanne e Mirelle Almeida. Cabeçalho by: Edu Anjos.
Tecnologia do Blogger.