30/01/2017

Eu sou um pouco de "Onde mora a poesia", de Maristela de Moraes

Hey, hey, pessoal! Eu estou de volta aqui no blog para mostrar para vocês o livro "Onde mora a poesia", de Maristela de Moraes, livro enviado pela nossa parceira, a linda Editora Penalux. Preparados? Vamos lá!


O sutil e poético livro de Maristela de Moraes é um livro de poesia que nos faz um convite: reviver momentos e lembranças, aqueles momentos singelos e belos, nos convida a encontrar o nosso próprio lugar onde mora a poesia. O livro é dividido em três partes, digamos assim. São elas: PRIMEIRA PARTE: Poesia no varal; SEGUNDA PARTE: Do tempo de todas as coisas; TERCEIRA PARTE: Baú da poesia.

A primeira parte, "Poesia no varal", expressa a simplicidade da vida no campo através de fragmentos poéticos que flutuam até nós tais como se estivessem pendurados no varal da nossa imaginação e flutuassem ao vento.

Página 19 do livro. Poema retirado da parte "Poesia no varal".

A segunda parte, "Do tempo de todas as coisas", tem um enfoque no tempo, nas mudanças de estações, nas nossas próprias mudanças.

Página 54 do livro. Poema retirado da parte "Do tempo de todas as coisas".

Página 52 do livro. Poema retirado da parte "Do tempo de todas as coisas".

Na terceira parte, "Baú da poesia", os poemas são organizados de tal modo que me deram a sensação de que, a cada leitura, eu retirava um poema de um baú que estava repleto deles, um baú que poderia ser a nossa memória ou, nesse caso, a memória da autora.

Página 63 do livro. Poema retirado da parte "Baú da poesia".

Bom, "Onde mora a poesia" é um livro encantador, um livro que fala de simplicidade, de memórias de infância, de lembranças, de detalhes, de acontecimentos cotidianos da vida e das pequenas coisas. Confesso que, em certos fragmentos, os poemas de Maristela me fizeram lembrar da minha infância, através de versos que exalavam o cheiro de terra molhada, de café quente; fizeram me lembrar da casa da minha avó, do ar puro da fazenda onde eu já morei, e foi uma sensação acalentadora. Enfim, a leitura dessa obra poética me fez encontrar o meu próprio lugar onde mora a poesia, e eu espero que vocês, ao lerem, encontrem o seu lugar também.

Leitura mais do que recomendada! E é isso por hoje, galera! Um forte abraço cheio de poesia para vocês e até a próxima!


Onde comprar?
AQUI, ou entre no site da editora AQUI.
Quer conhecer mais a editora? É só clicar nos ícones abaixo e acessar as redes sociais e ficar por dentro das novidades.

 

Classificação: 👍👍👍👍👍
Autora: Maristela de Moraes
Editora: Penalux (Selo Lampejos)
Páginas: 89
Ano da edição: 2016

29/01/2017

A busca


Olá, people! Quero deixar um poema pra vocês do autor parceiro do blog e escritor do livro Poesia, Prosa e Canção, o Edinei Lisboa. Espero que, assim como eu, vocês gostem do poema. 💗 Sintam as palavras e apreciem cada uma e todas elas.





Quando eu estava perdido
Eu me procurava escondido
No escuro de mim.
Quando me achava ferido
Pensava estar partindo,
Mas era só mais um fim
Para que eu pudesse continuar seguindo.

Já me procurei no espelho
Na cor do dinheiro
Num copo cheio, na beira do rio
No pé do freio, no céu de anil
Na beira da estrada, no escuro e no frio.

Já me encontrei aos pedaços
E quando tento juntar os cacos
Sempre me sobram espaços vazios.

Não sou eu por inteiro
Também sou produto do meio
Sou um pouco de quem ficou e quem já veio
De quem marcou, feriu, passou e partiu.

Ainda procuro a mim mesmo
Nos olhos dos que amo
Na dor, no amor e no engano.
Ainda me encontro a esmo
Ao mar, ao vento, ao dano.

Se a busca não me destrói,
Construo um pouco mais de mim.
Sigo vivo,
Vivo a vida até o fim.



Autor: Edinei L. da Silva / Argonauta021
Imagem: Google

Quem nunca se buscou e se encontrou em tantas coisas e pessoas? Acho que é uma busca constante, sem fim, sem fundo, porque, assim como diz o eu lírico, somos produtos do meio, nosso perfume está espalhado em tudo que tocamos e sempre que percorrermos os caminhos por onde passamos, vamos voltar a nos encontrar, seja lá onde e em que/quem for.

Saibam mais sobre o autor acessando as redes sociais:

Um abração e um ótima semana, amigos! 💗💗💗

28/01/2017

Editora Andross - PUBLIQUE SEU CONTO DE AMOR EM LIVRO!

Olá, pessoas! Como estão? 

Então, trago pra vocês mais uma notícia boa. A editora Andross está organizando um livro com a temática sobre AMOR. Para quem escreve, esta pode ser uma oportunidade imperdível. Leiam os regulamentos no site da editora e não percam essa chance! Abaixo estão mais algumas informações concedidas pela própria editora.


SINOPSE: Fernando Pessoa já dizia que “todas as cartas de amor são ridículas”. E afirmava veementemente: “não seriam cartas de amor se não fossem ridículas”. Mesmo não vivendo o suficiente para conhecer novas tecnologias de comunicação, o poeta sabia bem que a interação verdadeira entre duas pessoas que se amam se despe de vaidades e apresenta a pureza de um sorriso. SEM MAIS, O AMOR é uma coletânea de contos românticos em forma de cartas, emails, páginas de diário e outras formas de registro escrito. E o mais importante: são histórias ridículas! Exatamente como o poeta disse que tinham de ser.




Se você escreve contos de amor e deseja ser publicado, eis a oportunidade. 

Você pode participar da coletânea SEM MAIS, O AMOR — CONTOS DE AMOR EM FORMA DE CARTAS, EMAILS, PÁGINAS DE DIÁRIO E OUTRAS FORMAS DE REGISTRO ESCRITO, organizada pelo escritor Leandro Schulai.

Qualquer pessoa pode participar. Para submeter um texto à avaliação, basta acessar o site da editora www.andross.com.br

O prazo para recebimento de textos vai até 30 de abril de 2017 e o lançamento será em outubro de 2017, no evento Livros em Pauta.

Essa é sua oportunidade de se tornar um escritor!


Boa sorte e até a próxima! 💛

27/01/2017

Uma pausa para os doramas | I Hear Your Voice

Onde um criminoso acusado com todas as evidências contra ele poderia pedir ajuda? 'I Hear Your Voice', também conhecido como 'I Can Hear Your Voice', é uma série dramática sul-coreana de 2013 dirigida por Jo Soo Won. O drama jurídico gira em torno de Jang Hye Seong (Lee Bo Yeong), uma advogada descarada de língua afiada que diz tudo o que lhe vem à cabeça, sem nenhum filtro. Quando ela chega ao ponto em sua carreira em que é difícil ter todo o entusiasmo no trabalho, ela se une ao sisudo Cha Kwan Woo (Yoon Sang Hyun), um defensor público apaixonado, e Park Soo Ha (Lee Jong Suk), um jovem de 19 anos com a habilidade especial de ouvir os pensamentos internos das pessoas. Juntos, eles também devem enfrentar um assassino com uma vingança pessoal que entrelaça todas as suas vidas. Será que conseguirão trazer o homem perigoso à justiça?
A verdade é que nunca havia resenhado um filme, uma novela, série ou dorama antes. Então confesso que não sei bem por onde começar. Mas posso iniciar dizendo que amei? Pois é, há um tempinho estou no vício dos doramas, especialmente os K-Dramas (que são os doramas coreanos) e resolvi não guardar toda a emoção que sinto ao assisti-los só pra mim, por isso estou escrevendo sobre I Hear Your Voice, traduzido ao português como Eu Ouço a Sua Voz e ao espanhol, que foi o que assisti, como La Voz de Tu Amor ou Oigo Tu Voz.

Imagem retirada da internet.
O dorama gira em torno de pelo menos 4 personagens principais, a advogada Hye Seong, o estudante Soo Ha, o advogado e colega de Hye, Kwan Woo e (não poderia deixar de incluí-la) a promotora Seo Do Yeon. O que mais gostei é que todos os personagens são bem explorados, ninguém fica de fora, e não falo somente dos protagonistas.
Park Soo Ha e Hye Seong. Imagem da internet.

Quando criança, Hye Seong presenciou uma cena que marcou sua vida para sempre: o assassinato a sangue frio de

uma pessoa, o pai de Soo Ha. A menina criou coragem para testemunhar, ainda que fosse se arrepender pro resto de sua vida. Mas sempre foi do tipo que preza a verdade independente do custo, então, sua consciência falou mais alto. O assassino, Min Joon Gook, lhe jurou vingança, e o menino, Soo Ha, uns 5 anos mais novo que ela, proteção. "Eu vou protegê-la". Essa foi a promessa que consolou a Hye Seong naquele momento que estava tão aterrorizada após ter ouvido as juras de morte proferidas por Joon Gook.

Park Soo Ha. Gif retirada da internet.
Soo Ha fica, então, sob os cuidados do tio, pois já é órfão de mãe. A vida já não está fácil pro menino e com o dom que ele tem, o tio o vê como uma aberração. Vive , portanto, uma vida triste sob a lástima das pessoas. Depois do dia em que o assassino do pai foi condenado, Soo
Ha não vê mais Hye Seong e assim se passam 10 anos, cada um faz sua vida, mas a promessa um dia proferida pelos lábios do menino aparentemente frágil ainda é sentida no coração do agora jovem e forte Soo Ha. Mas Hye Seong já não lembra mais da promessa, se converteu em uma advogada arrogante e que se vale de artimanhas pra conseguir as coisas. Nada do que o jovem rapaz, apaixonado pela moça desde o incidente que marcou e uniu suas vidas, espera dela. Por isso, quando volta a reencontrá-la, fica um tanto decepcionado com as atitudes da advogada. Mas Hye Seong tem os seus motivos pra agir assim, ou, na realidade, lhe falta uma motivação pra fazer ela lutar na profissão e na vida, é então que aparece Soo Ha e tudo toma outro rumo.

Cha Kwan Woo e Jang Hye Seong. Imagem retirada da internet.

Acaba formando-se um triângulo amoroso entre Park Soo Ha, Jang Hye Seong e Cha Kwan Woo, algo que eu realmente não gosto, mas o bom é que a personagem deixa o espectador ao tanto de quem é sua verdadeira escolha. Essa é uma característica que aprecio nos k-dramas, pelo menos nos que já assisti, os personagens são bem decididos e sabem com quem quer ficar, e neste caso não foi diferente. 

Park Soo Ha e Jang Hye Seong. Imagem da internet.
Eu amei demais esse dorama. Gostei da pegada policial que ele tem, toda essa coisa de investigação e em algumas cenas tem uma dose de suspense, fiquei com medo em muitas partes. Sou medrosa mesmo, hahaha. Também gostei muito do tom humorístico dele, ri litros, principalmente com a Hye Seong. A verdade é que não se trata de nada tão profundo, é um drama simples, daqueles que nos faz relaxar e viciar. Não me canso de apreciar a maneira que eles (os asiáticos) expressam seus sentimentos, embora não sejam muito de falar "eu te amo" (acredito que é algo que perpassa a série, ou seja, é algo cultural), a maneira como mostram o que sentem, é a coisa mais linda do mundo. Acho que foi um dos aspectos que mais me cativaram nos doramas. Eles não são de dizer, e sim de fazer. Se amam, agem como alguém que leva esse amor no coração, sendo compreensivos, atenciosos e que se doam pelo ser amado abrindo mão da pessoa se isso a fizer feliz. Okay, pode ser que seja algo muito idealizado e que a realidade seja completamente diferente da apresentada, mas fico feliz de pelo menos saber que ainda se pensa em um amor assim.

Recomendo demais esse dorama!!!! Por favoooooor, vejaaaam!!!!!!!!! Ainda que tudo o que escrevi seja algo subjetivo, tenho certeza que muitos de vocês vão amá-lo. Então, não deixem de ver, se puderem. Sempre fico depressiva quando termino de ver um e com esse aconteceu o mesmo. O que vou fazer da minha vidaaaaaa????!!! 😞😢😭
Gif retirada da internet.
“A vida é muito curta para ter rancor. E a vida não é longa o suficiente para amar alguém.”
Bom, gente, agora é hora de falar onde encontrar esse maravilhoso dorama. Vocês podem encontrá-lo legendado em português no link, já deixo o primeiro capítulo, aí lá mesmo vocês vão ver os outros: Eu Ouço a Sua Voz Episódio 1. Eu assisti dublado em espanhol, mas já não está mais disponível no YouTube. :( Uma pena.


Título original:너의 목소리가 들려
Título romanizado: Neoui Moksoriga Deulleo
Também conhecido como: I Can Hear Your Voice/ La Voz de Tu Amor
Rede de transmissão: SBS
Período de transmissão: 05/06/2013 - 01/08/2013
Elenco:
Ator Principal 

Ator Principal 


Ator Principal 

Lee Da Hee
Ator Principal
Bom, gente é isso. Espero que tenham gostado do post. Até a próxima!

25/01/2017

Parceria com a Editora planeta Azul

Oi, people! 
É com muita felicidade que anuncio mais uma parceria com uma editora! \o/\o/\o/\o/\o/\o/

A editora da vez é a Planeta Azul, uma editora que dá oportunidades para que o autor brasileiro possa realizar seu sonho. Conheçam mais:


A Planeta Azul é uma editora que tem como objetivo auxiliar e assessorar escritores na publicação de sua obra. Um mundo de opções para auxiliá-lo nesta tarefa tão complexa para os leigos.O escritor pode publicar todos os gêneros literários: poesia, didáticos, romances, autoajuda, religiosos, ficção, romance, entretenimento, infantil etc. Pode publicar o livro impresso ou digital. Veja em Publique Conosco. Realizaremos todas as fases do processo editorial e gráfico, que vão desde o registro da obra até a impressão, e venda online dos livros publicados. Nossos profissionais, especializados no mercado editorial, darão ao autor todo o suporte e informações para cada processo. Para os escritores que publicarem conosco, contarão também com a possibilidade de venda on-line das suas obras, através da nossa Livraria e em um dos maiores sites de venda sob demanda: www.book7.com.br

Conheçam a editora nas redes sociais:





E aí, o que acharam? Já conheciam a editora?

Um abração e até a próxima! 💗

[Editora Sinna] Inscrições abertas para a antologia Vilões

Olá, pessoas do meu 💗! Como estão nesse dia tão maravilhoso e soleado? (pelo menos aqui em Atalaia-AL está. E quente também!)

Hoje venho trazer uma notícia boa para aqueles que gostam de se aventurar no mundo da escrita. Vocês gostam de contos de fadas? Eu, particularmente, amooooo demais! Então, a notícia que lhes tenho é justamente sobre isso. Se vocês escrevem sobre essa temática, especialmente sobre os vilões (amo vilões, aqueles bem construídos 💗), então essa antologia preparada pela Editora Sinna é para vocês. Leiam mais no edital. Também deixarei o link logo mais abaixo, depois da sinopse. Mas já lhes adianto que a inscrição e o envio dos contos é gratuito e vocês devem enviar pro seguinte e-mail: antologiaseditorasinna@gmail.com


Sinopse: Espelho, espelho meu, por que ninguém pode ser mais bela do que eu?! Era uma vez em um reino, uma princesa e um príncipe que tiveram o tão sonhado “felizes para sempre”, apesar de lutarem bravamente contra todos os obstáculos impostos pela vilã. Dragões, maçãs envenenadas, rocas de fiar, ganchos... Mas, quem era aquela vilã? Quem era o tão temido vilão dos contos de fadas? Muitos já se perguntaram se eles realmente eram maus, mas poucas vezes foi dada a eles a chance de contar suas verdadeiras histórias. Essa é a oportunidade de saber que nem todos tiveram seus finais felizes. Conheça o outro lado do reino, daqueles que foram esquecidos, os terríveis vilões. Alguém disse: VILÕES?! 



Gostaram da notícia? Então acessem o link e confiram com mais detalhes. Boa sorte para quem se inscrever! 💗 Corram que as inscrições são até dia 21/02/2017!!!

Edital Antologia Vilões:
https://drive.google.com/file/d/0B0wmm6WkQMW6UWxGYTBHazlKWDg/view


Conheçam a editora nas redes sociais clicando nos ícones abaixo:

      

Até a próxima! ^^

21/01/2017

Viração- Mário Quintana


Imagem retirada da internet,

Voa um par de andorinhas, fazendo verão.
E vem uma vontade de rasgar velhas cartas,
velhos poemas, velhas contas recebidas.
Vontade de mudar de camisa,
por fora e por dentro... vontade...
Para quê esse pudor de certas palavras?...
Vontade de amar, simplesmente.

Mario Quintana,
em "Sapato Florido", 1948.


Comentário: No poema, pode-se notar a vontade de mudança. Assim como as andorinhas, o eu lírico deseja mudar de "estação", deixar o velho para trás: "vontade de rasgar velhas cartas, velhos poemas, velhas contas recebidas. Vontade de mudar de camisa, por fora e por dentro..." e se vestir do novo, da mudança, e essa mudança, esse novo, se resume a "vontade de amar, simplesmente." Talvez, ao vir um par de andorinhas o que lembra um  casal, sendo livres, voando, o eu lírico almeja deixar pra trás seu velho amor, se desprender. E ao vê-las "fazendo verão", o que sugere uma mudança, uma passagem de uma fase a outra, ele quis também seguir em frente, se livrar do velho e se abrir para o novo, por isso a expressão "[...] mudar de camisa, por fora e por dentro...", pois a camisa já está surrada e desgastada e velha, assim como as cartas, os poemas e as contas recebidas.
Imagem retirada da internet.

Percebemos no poema uma linguagem às vezes clara, às vezes, ambígua. O poema tem a estrutura de uma prosa, mas uma linguagem poética, metafórica, própria da poesia. No trecho "velhas cartas, velhos poemas, velhas contas recebidas.", notamos uma assonância, pois há uma repetição de som. E a repetição da palavra "vontade" indica uma aliteração. A expressão "Vontade de mudar de camisa" pode ser vista de forma ambígua, pois em uma leitura denotativa podemos interpretar como uma simples troca de roupa, mas de uma perspectiva conotativa, podemos interpretar como uma mudança de etapa, talvez. Quando analisamos o trecho  completo "Vontade de mudar de camisa, por fora e por dentro..." temos um estranhamento, porque quem muda de camisa por dentro? Então, é uma linguagem própria que só a literatura permite.

Bem, gente, essa foi minha interpretação, como sempre faço questão de destacar. Qualquer outro leitor pode ver algo diferente de mim. Sabemos que cada pessoa tem um ponto de vista individual, subjetivo. Essa análise fiz pra uma prova de Teoria da Literatura 2. Espero que tenham gostado do poema. ^^

Um abração, amigos leitores! Até a próxima postagem! 💗

19/01/2017

No umbigo do vento- Bianca Velloso

De onde nasce a poesia? Para cada poeta uma resposta. A poesia de Bianca Velloso parece brotar da sua capacidade de fazer ruir muros. Poeta das marés, canta a potência que mora no interior e que, com isso, possibilita uma relação com a palavra marcada pelo renascer. Lascívia, desliza felina, por entre as métricas, supostos enquadres, tentativas de definição. No Umbigo do vento desnuda a poesia e a poeta. Letra por letra, palavra por palavra, verso por verso despetala o encontro da poeta consigo mesma. Ateia o fogo nos véus. Cava do cotidiano saídas. Abre as veias do mundo e as coloca a jorrar. Bianca- que é doutora dos olhares e sabe sobre retinas e a incidência da luz- faz um prisma humano. Através dos poemas nos deparamos- um susto atrás do outro!- com o estranhamento, o horror, a impetuosidade, o humor e uma infindável e tocante ternura. Uma leitura que leva ao mergulho e coloca o leitor arfante ao voltar à superfície. De onde nasce a poesia? A de Bianca, do umbigo do vento.
Mariana Queiroz


O livro começa com um poema titulado “Todo cuidado é pouco”. É um aviso versificado do que está por vir, do que pode provocar e despertar a poesia de Bianca. Para uns, pode ser “espelho d’água”, para outros, “buraco negro” e, ainda para outros, “mar bravio”, ou simplesmente tudo de uma vez, porque a poesia de Velloso é o “olhar de uma fêmea no cio”. 

É a visão de uma mulher/poeta que está no umbigo do vento, no centro, sendo levada por caminhos e olhares inconstantes, ora mulher, com uma visão mais superficial das coisas, ora poeta, com um olhar escaneador, vendo poesia no simples, tudo isso conduzida nas asas de um vento que pode muito bem ser a própria poesia.

E assim como esse vento inconstante e incerto que a faz experimentar os mais diversos sentimentos, a poesia de versos e rimas livres de Bianca também se apresenta de forma inconstante, infinita, sem fundo, cantando dores e amores, tristezas e alegrias e a si mesma, construindo diante dos olhos do leitor uma imagem crua do fazer poético.

É uma imagem da mulher/poeta sendo, uma imagem da poesia se fazendo, se expondo, sem certezas, apenas melodiando os sentimentos que habitam uma alma prenhe.

“Vivemos sim
na mesma pessoa
mas eu não sou a poeta
e a poeta não é eu
às vezes
eu empresto a ela
minha dor
outras vezes
 é ela quem me empresta
sua voz”
(p. 17, “Siamesas”, em No umbigo do vento).

Esse é o tipo de livro que você tem que se despir para lê-lo, porque ele é mais sentir que interpretar. Os poemas estão cheios de vida revelando a realidade das pessoas com uma pincelada poética magistral. Muitos estão desprovidos de pontuação, assim como este acima. Em algumas vezes estão desalinhados, em outras, estão mais abaixo ou acima na página e essa "imperfeição" me apaixona poque o livro revela uma poesia que se presta à vida para descrevê-la como ela é. E assim, poesia é vida e vida é poesia.

"A dor de se saber ser"
em No Umbigo do Vento, de Bianca Velloso

Sendo uma leitura de apenas algumas horas, o livro está cheio de ilustrações feitas pela artista plástica espanhola Diana Román. Ele tem folhas amareladas e letras confortáveis aos olhos. Estou totalmente apaixonada por “No umbigo do vento” e pela autora. E outra coisa, essa edição ficou supeeeer, hipeeer, megaaa linda! A editora está de parabéns, me apaixonei ainda mais pela Penalux. Acho que nem preciso dizer o quanto recomendo a leitura, né?! Hahaha <3 Apreciem e disfrutem!



Classificação:
Editora: Penalux (selo Lampejos) 
Autora: Bianca Velloso
Ano: 2015
Páginas: 88



Onde comprar?
AQUI, ou entre no site da editora AQUI.
Quer conhecer mais a editora? É só clicar nos ícones abaixo e acessar as redes sociais e ficar por dentro das novidades.

 
Um abração e até a próxima postagem! 💗

17/01/2017

Eu sou um pouco de "A metamorfose", de Franz Kafka

Fala, "galeuris"! Tudo joinha com vocês? Bom, espero que sim.

Pra quem ainda não sabe, eu sou o Anderson Pereira, e sou o novo colaborador aqui do blog. Mirelle e eu formamos uma bela dupla de loucos e apaixonados por literatura e sinto-me lisonjeado por agora fazer parte da família "Eu sou um pouco de cada livro que li". Obrigado pelo convite, Mirelle!

Mas enfim, essa é a minha primeira resenha aqui e espero que vocês gostem.

Vamos lá...

Ler ou não ler "A metamorfose", de Franz Kafka? Eis a questão.


Descrição: 'A Metamorfose' é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante - o famoso Gregor Samsa - transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana - tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.

Há um bom tempo o livro "A metamorfose" estava na minha lista de leituras (lista essa que não para de crescer, diga-se de passagem, haha), porém havia um certo receio de minha parte de mergulhar fundo na leitura dessa obra, afinal o livro é considerado um dos maiores clássicos da literatura mundial (quanta responsabilidade! rs'). Então, com várias indicações de amigos para que eu finalmente o lesse, eis que surgiu a oportunidade de ler essa obra curta, mas genial, peculiar e até mesmo grotesca.

O livro nos conta a história do caixeiro viajante Gregor Samsa, filho mais velho que mora com a família (pai, mãe e irmã) e que é o provedor, economicamente falando, desta, que em um belo e ensolarado dia (mentira, não tinha nada de belo e ensolarado, kkkk) acorda metamorfoseado em um inseto gigantesco.

No decorrer da narrativa, acompanhamos os esforços de sua família em acompanhar essa surreal transformação enquanto tentam entender o que aconteceu, ao mesmo tempo em que vamos percebendo as reações de cada membro à tal mudança. Por outro lado, temos Gregor, um humano, que ainda pensa como um humano, porém tendo a sua consciência presa em um corpo estranho, um corpo frágil de inseto, e que não demora a se enxergar como um estorvo, um peso, para a sua família. Diante dessa situação, podemos nos questionar: Até que ponto nós somos considerados úteis pela sociedade? Essa é uma das questões que Kafka, brilhantemente, trata em uma história tão surreal e peculiar.

Um dos pontos que mais me chamou atenção foi a maneira como a qual o Gregor Samsa encara a situação. É como se ele, ao se ver transformado em tal criatura, pensasse: "Ok, agora eu sou um inseto. Mas tudo bem. Não tem nada de mais nisso. Essas coisas são muito comuns e corriqueiras." Ele não se desespera ou entra em pânico, como se deve esperar que alguém reaja nessa situação. Eu, particularmente, gritaria e entraria em pânico: "Céus, eu sou um inseto! O que aconteceu? O que fizeram comigo. Socorro! kkkk" Ele, no entanto, encara a situação com uma calma e serenidade realmente impressionantes e espantosas e que fica ainda mais perceptível e evidente no decorrer das páginas seguintes.

Foi uma das leituras mais diferentes que eu já fiz, por sua narrativa sarcástica, fria, precisa, sem muitos rodeios, e principalmente por sua trama estranhamente peculiar e surreal.

Enfim, eu gostei muito da história, de tudo o que a obra representa e das questões que ela trata acerca do indivíduo e da coletividade. (Muito obrigado pela a insistência, amigos! rs')

Eu curto, compartilho e recomendo! Haha


Classificação: 👍👍👍👍
Autor: Franz Kafka
Editora: Companhia das Letras
Ano: 1997
Páginas: 104

Alguns livros da Editora Sinna

Oi, gente! Então, vim falar mais uma vez da Editora Sinna. Desta vez é pra apresentar alguns livros, confiram só!


Sinopse: Criada em um pequeno bairro chamado Forecast, Kate West nunca foi uma garota exatamente normal. Determinada, com segredos e um medo absurdo de se apaixonar, ela conseguia viver bem tendo apenas relacionamentos passageiros, os quais chama de R.A., mas a sua vida está prestes a mudar quando sua avó, já falecida há quatorze anos, lhe envia uma mensagem.
“Sua herança vai chegar. Aceite a mudança quando 21 primaveras completar”.
Curiosa, Kate tentará descobrir o que precisa aceitar, porém uma herança nem sempre é o que se imagina.
Em meio a rotina da faculdade, a chegada de um novo aluno e o misterioso homem de olhos azuis que sempre a salva nos pesadelos, Kate terá que lidar com os perigos que surgirão no caminho.
Descobrir a sua herança não será uma opção.


Sinopse: Três despedidas. Uma decisão. Sacrifícios.
Kate aceitou sua herança, porém não tinha ideia do que o destino lhe reservava. Segredos perdem seus mantos, traições despedaçam corações, versões são contadas, mas em quais acreditar? Algumas descobertas podem ser perigosas, outras deveriam permanecer enterradas e, em meio a uma situação arriscada, a herdeira precisará tomar uma decisão importante.
“De que adianta a magia, senhorita Kate, se não for para salvar aqueles a quem amamos?”. Quem pagará o preço pelas suas escolhas? Até que ponto alguém iria para viver?
Você quer conhecer a Maldição Gricem? Abra este livro e descubra...
Mas se o segredo não puder proteger, um sábio conselho lhe dou:
“Finja não saber!"


Antologia Entre Amigos: Amigos são capazes de cometer loucuras. Não devem, mas se despedem. Misturam as estações e se amam. São a salvação um do outro. Fazem sacrifícios. Colorem a vida. Mostram o que realmente importa para ser feliz e, às vezes, infelizmente partem para sempre ao cumprirem suas missões aqui. Mesmo assim, a vida Entre Amigos é mais feliz.

Book Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=aBnPhIgGV-M&feature=youtu.be





Sinopse: Um bilhete, um diário, o que realmente há por trás dos alunos mais populares de um Colégio?Aos 17 anos, Marina Moura consegue uma bolsa para realizar seu sonho do intercâmbio em Toronto, Canadá. O que ela não esperava é que fosse obrigada a se enfiar em uma investigação para desvendar um assassinato e, menos ainda, que fosse ser a acusada pelo crime. Todos são suspeitos. Como confiar em alguém? Será mesmo que ela é inocente? Marina conseguirá se livrar da acusação? Ou o assassino será mais esperto? Era para ser o intercâmbio dos sonhos...



Sinopse: Giuliana Gouveia, 22 anos, moradora da Tijuca, Rio de Janeiro. Recém-formada em letras busca uma vaga como professora de português. É dedicada, possui experiência em aulas particulares....E blá... blá... blá... Nada disso estava sendo suficiente para que Giuliana alcançasse seu desejo de ser professora. Naquele instante, seu sonho era como um jardim repleto de flores mortas ou destroçadas. Seria ela capaz de recuperá-lo?! Seu noivo, contador bem-sucedido de uma grande rede de hotéis, acredita que só podemos almejar uma coisa na vida, no caso dele o dinheiro, e que sacrifícios precisam ser feitos para que um de seus desejos seja alcançado. O chefe tempo parece disposto a misturar o passado de Giuliana ao presente, trazendo oportunidades para o futuro e a empresa vida vai lhe mostrar, através de um certo alguém, que talvez possamos ter tudo que quisermos, bastando que sejamos quem queremos ser. Será mesmo que amor, sonho e sucesso não ficam na mesma página da vida?


O que acharam dos livros? Querem saber mais sobre a editora ou sobre os livros? É só clicar nos ícones abaixo e acessar as redes sociais:

Um abração! 💗
Design por Amanda Hauane

Cabeçalho por Edu dos Anjos

Tema Base por Butlariz