menu

Image Map

09/09/2017

Resenha | É Proibido Comer a Grama - Wander Piroli

SINOPSE | COMPRA
Caro leitor, de uma forma crua e às vezes chocante e embrulhante, narro-lhe os contos que compõem "É proibido comer a grama", uma obra póstuma de 18 histórias angustiantes e trágicas, do autor brasileiro Wander Piroli, mas à vezes abro espaço para um narrador em 1ª pessoa, ou seja, você poderá contemplar os fatos desde a perspectiva das personagens envolvidas.

Nesta obra, Piroli escreve, expõe, o que ele presenciou e o que, infelizmente, ainda existe e vai continuar existindo: maldade, pobreza, corrupção dos sistemas públicos, entre outras coisas.

O livro é cru e frio. Fala do rico, do pobre, dos serviços públicos, da família, tudo de forma despida, sem adorno, girando em torno da miséria humana. As entranhas da obra está aberta e arregaçada para que você possa ver o interior dela, e o que ver vai lhe embrulhar o estômago.

Acontecem assassinatos, assaltos, prisões injustas, violações, tudo de uma forma direta e clara e você vai ficando cada vez mais indignado com tanta crueldade. Chegará uma hora, meu caro, que você ficará extremamente angustiado e será preciso dar uma pausa porque a narrativa acaba se tornando pesada demais.

"O professor Thales pensou no que havia acontecido com elas e teve pena. Já havia lido no jornal notícia de assalto seguido de estupro, mas, agora, vendo as moças em petição de miséria, caminhando com dificuldade ao lado do barrigão, sentiu mais intensamente a desgraça das duas." p. 20 

Piroli tem uma escrita brilhante e certeira. Ele sabe onde mexer para deixar seu leitor boquiaberto e admirado. Os contos são curtos, da mesma forma como acontecem as tragédias: de forma rápida e assustadora. Por isso não se espante, meu leitor, quando lhe narrar sobre o professor Thales que foi assaltado duas vezes no mesmo dia, e por serem roubadas as suas roupas no último assalto, ele quem acabou indo preso. Ou do José Francisco que matou o irmão a facadas por causa de um par de tênis branco, ou da professora Helena que foi estuprada e o seu agressor só não entendeu o fato de ela ter deixado ele acompanhá-la até a escola; ou da Etelvina, uma prostituta que foi encontrada esparramada de bruços e sangue espirrado até nas paredes. Sim, assim são narradas as 18 histórias, dessa forma crua e impiedosa e você poderá me classificar de narrador "insensível", mas entenda, pra narrar os fatos tive que incorporar as violências para que você sentisse através das palavras de Wander a maldade humana. Você se deparará com personagens que agem e praticam crimes como se fosse a coisa mais natural do mundo; eles sabem o que estão fazendo, mas não têm a percepção de violência, do errado, pois vivem ali, no meio da miséria e tentam sobreviver a ela, não que isso justifique seus atos. E quando você terminar o livro (ou até esta resenha), tenho certeza que irá respirar de alívio por ter sobrevivido a tanta desgraça.

[Essa edição está lindíssima. As folhas são brancas, mas são grossas e com esses detalhes nas bordas. A letra está confortável aos olhos. A gente lê rapidinho, mas como é um livro um tanto pesado, não conseguimos tirar direto.]

Classificação:
🕮🕮🕮🕮🕮
Autor: Wander Piroli
Editora: Editora Leitura
1ª edição: 2006
2ª edição: 2009
Páginas: 128

21 comentários:

  1. Nossa, que interessante que parece ser! Nunca tinha ouvido falar, mas gosto muito de livros que abordam problemas econômicos e sociais. Já adicionei à minha lista!

    ResponderExcluir
  2. Que folhas são essa desse livro muito diferente.
    Amei o livro.
    Beijos da Tati <3

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvir falar desse livro, mas pela sinopse achei interessante. Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  4. Amazing post dear!

    Would you like us to follow each other? Let me know on my blog.
    xoxo

    http://badassvampire.blogspot.rs/

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li o livro mas ele é bastante interessante, pois o livro fala de temas como maldade, pobreza, corrupção dos sistemas públicos. São temas que mexem muito com o leitor. Achei lindo os detalhes nas bordas das folhas, uma ótima indicação de livro, bjs.

    ResponderExcluir
  6. Parece ser uma leitura bem diferente das que eu costumo ler! Mas achei interessante por se tratar da nossa cruel realidade... infelizmente o mundo está desse jeito e parece que cada dia que passa fica pior. Enfim, valeu a indicação! Bjs

    ResponderExcluir
  7. Nossa amada que livro diferente! mais interessante! é a realidade do que está acontecendo né! parabéns pela resenha, beijinhossssssssssss

    ResponderExcluir
  8. parece ser super bom! adorei a resenha!!! confesso que não costumo ler autores brasileiros.. mas tô vendo várias indicações boas por aí!
    seguindo de volta <3 :*

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
  9. Eu abandonei o livro O Vilarejo por causa disso sabia? Não aguentei a narrativa cruel e tão cheia de maldade humana :(
    Acho incrível p talento do autor mas não consigo levar a diante algo tão angustiante.
    Dá pra sentir na resenha que esse livro causa isso e muito mais!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. NUNCA VIR FALAR DESSE LIVRO,MAIS PELA RESENHA É MUITO INTERESSANTE,PARABÉNS PELA POSTAGEM.

    ResponderExcluir
  11. Olá!Parece bem atrativo este livro,um pouco assustador pelo fato de ter crueldade pois a realidade já é bastante cruel,mas temos que enfrentar os medos e o livro com certeza deixa algo de bom no final,os detalhes das bordas são bem criativos.Bjss

    ResponderExcluir
  12. Só pelo título já me chamou atenção e lendo a sua boa resenha fiquei sabendo mais sobre ele, vou ler com certeza, me interessei bastante

    Bjs (•_•)

    ResponderExcluir
  13. Acho bacana livros nesse estilo.
    Mesmo tendo violência, acho que é justificável em razão do enredo.
    Gostei!

    ResponderExcluir
  14. O título do livro já despertou minha curiosidade e à medida que fui lendo sua resenha,fiquei mais curiosa ainda para ler esse livro,apesar de saber que a cada página estão presentes histórias violentas,histórias que condizem com a realidade,histórias que a gente teima em não querer enxergar mas que estão aí,bem reais,infelizmente!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse autor, achei bem interessante o título do livro e gostei da resenha, as vezes é bom ler um livro assim que mostre bem a realidade sem usar disfarces.

    ResponderExcluir
  16. olá,sua resenha está ótima,dá para ser ter uma ideia de como é o livro. Não sei se aguentaria ler um livro com esse tema,mas grata pela dica,bjus.

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o livro, mas fui pesquisar um pouco mais sobre o autor por se tratar de uma obra póstuma. É bastante conhecido e publicado em outros países. Eu sinto que o enredo é bem denso com esses contos fortes que mostram a dura realidade e sua violência em sua forma escancarada. Fiquei bastante interessado. A edição está realmente muito bonita.

    ResponderExcluir
  18. Apesar de estar lendo um livro agora, esse pelo título aguçou a minha curiosidade e como não sou nada curioso (risos), vou favoritar, ressaltando que a sua resenha também me fez ter a minha curiosidade aguçado

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  19. Olá,amiga!!
    Eu ainda não tinha visto falar de um livro assim, que aborda temas tão negativos,apesar de tudo acontecer na vida real.Gostei da capa do livro e as páginas de dentro também.Parabéns amiga por compartilhar esse livro,isso nos mostra que a realidade de fatos que acontecem na vida real pode ser escrito e lido através de livros.Bjss

    ResponderExcluir
  20. Oie! Particularmente eu prefiro livros policiais e com mistérios. Confesso que achei esse um pouco pesado, mas válido. Já quero comprar um hahhahha

    ps* achei o detalhe das folhas um charme

    ResponderExcluir

Olá! Seja muito bem-vindo a este espaço, que é nosso! Se seguir o blog ou se comentar, deixe seu link para que possamos segui-lo e retribuir a visita. Ao deixar seu comentário, clique em "Notifique-me" para podermos conversar; são bem-vindas críticas construtivas, mas não xingamentos.
Um abração!

© ♥ Eu Sou Um Pouco De Cada Livro Que Li ♥ - 2016. Todos os direitos reservados.
Designed by: Amanda Hauanne e Mirelle Almeida. Cabeçalho by: Edu Anjos.
Tecnologia do Blogger.