menu

Image Map

15/04/2017

Resenha | Na terra do Assombroso- Aldenir Florentino

SINOPSE | COMPR
O livro, concedido pela editora parceira do blog, a Planeta Azul, trata, de uma maneira geral, das durezas da vida dos nordestinos. Josemilton, mais conhecido como Mito, é o herói dessa história que nos é narrada em terceira pessoa. Ele é órfão de mãe e vive sob os cuidados do pai, seu José, e da cabra Raquel e do cachorro Biu. Tudo se passa na fazenda Valparaíso, em 1989.

Sou nordestina e já vivi no interior, então muitas expressões que o autor utiliza é de meu conhecimento. Aldenir tem uma escrita linda, fluída, poética e humorada. Tinha momento de eu começar a gargalhar sozinha enquanto estava lendo.

Seu José é um pai amoroso que faz de tudo pelo bem do filho, tanto é que o coloca na escola, mesmo que isso lhe custe muito esforço físico. Na escola, Mito conhece seu grande amor, a Teresa Hirmínia, ou TT (Teresa das Tranças), como é conhecida pelos colegas. Flui em seu coração de menino um amor puro pela coleguinha de classe. Lá, ele conhece também os irmãos gêmeos: Dalvo, Delfo e Dolfo, o terror da professora Clemilda. Logo no começo os  quatro não se bicam, mas diante de uma situação extrema, eles unem força contra o coronel Josafá, um alemão terrível que faz dos nordestinos de Valparaíso seus escravos. E ainda por cima está candidatado a prefeito da cidade. Mas os meninos não engolem não, dão-lhe respostas bem no meio das fuças, e assim cria-se o grupo Os Lamparinos que bate de frente com Os Arautos da Caipora, grupo de defesa pessoal do coronel. O enfrentamento desses dois grupos é uma das partes mais engraçadas do livro, a gente ri pra se acabar. 

Mapa de Valpaíso.
Aldenir faz um paralelo entre o coronel Josafá e o restante do povo. Enquanto o primeiro vive gastando dinheiro em suas campanhas e usufruindo do bom e do melhor, o segundo só falta morrer de trabalhar para, pelo menos, garantir o pão de cada dia.

Como em todo lugar, os nordestinos daquela região guardam muitas fábulas e lendas, as quais são contadas de boca em boca. Uma delas gira em torno dum tal Assombroso (se eu contar o que é vai perder a graça, haha), do qual ninguém em seu pleno juízo quer chegar perto, pois nele se encontram ossadas de gente e animais, e sua flor que tem efeitos mágicos e miraculosos. Mas nosso Mito é "macho inté tê os ovo", como ele faz questão de sempre afirmar, e não é homem de medo não, então, certo dia ele tem um encontro com o tal Assombroso e vai poder confirmar se o que dizem é verdade ou não.

Uma das coisas que achei bem interessante é que ficam presentes duas vozes distintas no livro, a voz do narrador, que é alfabetizado e tem uma maneira toda poética de nos contar sua "fábula", sua história, e  a voz dos personagens, os quais ganham espaço e sua maneira de falar é transposta à escrita de Aldenir. Mito, assim como todos os personagens, com exceção aos três gêmeos (DDD), tem uma fala bem marcada daqueles que não têm estudo, mas à medida que vai tendo contato com os livros o leitor vai percebendo uma mudança no jeito de se expressar do menino.
"[...] A natureza é o maió livro qui ixisti e tá aberta e de graça pra quem quisé lê."
Outro aspecto é a relação entre homem e animal, principalmente de nosso protagonista com seus bichos de estimação. Os animais são tratados como integrantes da família.

*Aldenir* Minha tentativa de fazer o desenho da capa, haha.
O que não gostei no livro foi a  locomoção de Mito para a África, acho que ficou meio deslocada essa parte. Até o momento das fábulas, da flor mágica do Assombroso, tudo fluiu naturalmente dentro da narrativa, mas justamente a parte da viagem do Mito não me desceu muito bem, mas cada leitor é diferente, talvez outra pessoa pense diferente de mim e goste. Essa é apenas minha opinião.

"Mas duas coisas ele sabia e muito bem: aquilo que o povo da cidade chama de fama, e aquilo que todos os povos, de todas as épocas e culturas chamam e chamarão de amor."
Para terminar, muitas surpresas espera o leitor. Ficamos sem saber ao certo qual fim tem nosso protagonista e sua amada. Mas o autor oferece algumas suposições baseadas nas interpretações do povo, e fica a critério do leitor qual das interpretações vai adotar ou se vai criar outra. "Na terra do Assombroso" proporciona uma leitura divertida, encantadoramente poética e mágica, vale muito a pena ler.

Classificação:
Autor: Aldenir Florentino dos Santos
Editora: Planeta Azul
Ano: 2014
Páginas: 132

Um abração e até a próxima! 
Onde adquirir o livro? AQUI!
Conheçam a editora nas redes sociais clicando nos ícones abaixo:

24 comentários:

  1. Ahhh mais um livro add a listinha, o tipo de livro que eu gosto de ler. Abraços :)

    ResponderExcluir
  2. Olá Mi!
    Fico feliz que tenha sido uma boa leitura para você e que mesmo com a viagem de Mito para África tendo sido meio deslocado da trama, não atrapalhou para ter uma boa avaliação. Gosto de livros com surpresas e acho que vou gostar desse.

    beijinhos!

    http://leiturize-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii Mih. Gosto bastante de livros que sejam surpreendentes. Eu acredito que são os melhores. Espero ter oportunidade de ler esta obra um dia.
    Beijos.
    - Blog: https://fanficcao.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa adorei! Fiquei rindo só com a resenha, imagina o livro!
    Eu acho que escrever com todos esses vícios de linguagem e sotaques é mais difícil do que escrever "certinho", então tiro o chapéu pra publicação!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. A capa do livro é bem fofo, a história é bem suave e fluída. acho lindo livros que contam história sobre o povo nordestino, gostei muito da resenha é um livro pra não deixar de ler, bjs.

    ResponderExcluir
  6. Olá,boa noite!
    Gostei da resenha do livro e como boa leitora que sou,fiquei super curiosa e desejosa de lê-lo.
    Gosto muito de livros com histórias de nordestinos como eu.
    Boa semana!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Achei bem legal a resenha,deu bem para se ter um gostinho do conteúdo do livro,valeu pela dica,livros são sempre vindos.bjus.

    ResponderExcluir
  8. Ótima resenha! O livro parece ser uma ótima leitura.
    Adorei.
    Super beijo 😘

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Adorei sua resenha.
    Me deu vontade de comprar o livro e começar logo a ler.
    Fiquei muito curiosa para saber a história de Mito e de todos em Valparaíso.
    Abrçs

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha, e gostaria muito de ler o livro. Vou procurar para comprar

    ResponderExcluir
  11. Que ótima resenha, adoraria ler este livro.

    Bjokas da Vaci :*

    ResponderExcluir
  12. Olá! Pela resenha este livro deve ser encantador,parabéns ao autor ALDENIR FLORENTINO pelo livro e por nos mostrar as durezas da vida dos nordestinos. Sua tentativa de fazer o desenho da capa do livro ficou bem legal.Bjss

    ResponderExcluir
  13. legal,eu num tenho muito habito de ler mas devo afirmar que fiquei curiosa pra ler tudo agora...rsrs pois a historia remete algo que meu marido passou de um povo nordestino sofrido, e ele sempre me conta lendas e historias bem legais, bjks e obrigado

    ResponderExcluir
  14. Sua resenha ficou muito boa, parece um livro muito bom e por contar com personagens nordestinos e suas lendas, me deixou mais curiosa ainda, o final não ser certo, podendo deixar por conta de nossa suposição, acho bom em alguns livros para libertar nossa fantasia.

    ResponderExcluir
  15. Sua resenha me fez querer ler esse livro, pois da forma que você apresentou me despertou a curiosidade em querer ler num tempo em que estiver de folga

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  16. ACHEI MUITO BOM A RESENHA DESSE LIVRO DEU VONTADE DE LER MARAVILHOSA,A CAPA UMA FOFURA,PARABÉNS PELO POSTE BEIJOS

    ResponderExcluir
  17. Amada linda pela resenha que li me deu uma vontade de ler o livro! parabéns pela resenha e pela dica, beijinhossssssssssss

    ResponderExcluir
  18. Pela resenha já me deu vontade de ler o livro, parece ser uma leitura cativante, além de nos dar uma pequena visão do quão nosso Brasil tem diferenças e todas elas encantadoras ...
    Bjs (•‿•)

    ResponderExcluir
  19. Mirelle, que resenha extraordinária!
    Eu acredito que essa história deve ser muito engraçada, pois a forma como descreveu, deixou o conto bem leve e descontraído. Adorei!
    Beijokas

    ResponderExcluir
  20. Eu adorei a resenha e fiquei encantado pelo livro, sem mesmo ter lido. História nordestinas e suas fábulas e lendas sempre nos levam por enredos maravilhosos. Os gêmeos devem ser divertidos heheh Quanto aos outros detalhes, por exemplo a viagem à África e o final em aberto só lendo pra ter uma opinião. Dica anotada.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  21. Olá, amiga!!
    A história parece ser em legal conforme eu li aqui no seu blog.
    Ótima resenha, bem explicada e que passa o teor da história.Parabéns pelo Post.Bjsss

    ResponderExcluir
  22. Parabéns pela resenha, desperta a nossa curiosidade pelo livro. Acho que não só pela trama mas também pelo aspecto cultural nordestino. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  23. QUE RESENHA TOP GOSTEI GOSTARIA DE LER E MUITO IMPORTANTE E UM APRENDIZADO

    ResponderExcluir
  24. Ótima resenha! fiquei curiosa para ler!
    é uma historia muito interessante!
    bjúús

    ResponderExcluir

Olá! Seja muito bem-vindo a este espaço, que é nosso!
Deixe seu comentário e clique em "Notifique-me" para podermos conversar; são bem-vindas críticas construtivas, mas não xingamentos. Deixe também o link de seu blog, se tiver, para que possamos lhe retribuir a visita e segui-lo.
Um abração!

© ♥ Eu Sou Um Pouco De Cada Livro Que Li ♥ - 2016. Todos os direitos reservados.
Designed by: Amanda Hauanne e Mirelle Almeida. Cabeçalho by: Edu Anjos.
Tecnologia do Blogger.