menu

Image Map

13/03/2017

Alma de Tinta | Dor da urgência- Mirelle Almeida


Imagem do blog História da Alma

Dor.

Afogada em mim, um copo não de licor, 
mas de tinta

Uma leve pluma que treme, treme e treme
com o desatar da urgência,
como se pudesse amarrá-la 
num espaço em branco.


Então, gente, gosto de rabiscar em meu tempo livre (o que é isso "tempo livre"?) Hahaha, enfim, espero que gostem do poema ou tentativa de poema.
Por Mirelle Almeida

22 comentários:

  1. Gostei sim do poema! Relativamente a achar que seja "tentativa", acho que se nós queremos que seja poesia, será poesia, mesmo não sendo em verso ;)
    Não conhecia o seu blog mas vou ficar atenta!
    Beijos

    Pseudo Psicologia Barata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, isso mesmo! Obrigada.
      ^^ obrigada e bem-vinda!
      Beijos

      Excluir
  2. Muito linda a poesia. parabéns....Um abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  3. Menina tu é poesia, tu é poema, se esse foi apenas uma tentativa... tu acertou em cheio
    Parabéns miga <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwww, que linda!
      Obrigadaaaa, miga!
      Beijos <3

      Excluir
  4. Ficou bem legal o seu poema ♥ eu gostei muito... tenta fazer maiores ♥ kkk adoro aqueles grandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Hahaha, tenho uns mais longos, qualquer dia posto no blog.
      Beijos <3

      Excluir
  5. Achei bem legal, o mais bacana é saber que a sua tentativa foi bem sucedida, meu parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Amo poema eu sinto meus sentimentos sendo expressados de uma forma escrita

    ResponderExcluir
  7. Que lindo. Amo poesia. É o tipo de texto que amo ler.

    ResponderExcluir
  8. Nooosa, quanto tempo não encontro mais pessoas escrevendo poemas, que incrível. Gostei muito e escreva mais. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, fico feliz ^^
      Obrigada, irei escrever, sim!
      Beijos

      Excluir
  9. Que poema lindo! Você tem talento!! <3

    ResponderExcluir
  10. Eu jurava que já tinha comentado nesse post hahah!
    Não sou muito adepta a poesias, prefiro textos em prosa, mas, algumas realmente me ganham. Essa foi uma delas, achei fófis mesmo sendo um tanto angustiante!

    Beijoooo

    ResponderExcluir

Olá! Seja muito bem-vindo a este espaço, que é nosso!
Deixe seu comentário e clique em "Notifique-me" para podermos conversar; são bem-vindas críticas construtivas, mas não xingamentos. Deixe também o link de seu blog, se tiver, para que possamos lhe retribuir a visita e segui-lo.
Um abração!

© ♥ Eu Sou Um Pouco De Cada Livro Que Li ♥ - 2016. Todos os direitos reservados.
Designed by: Amanda Hauanne e Mirelle Almeida. Cabeçalho by: Edu Anjos.
Tecnologia do Blogger.