menu

Image Map

24/03/2017

Resenha | A Máscara da Morte Vermelha- Edgar Allan Poe

Esse conto, do livro Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe, apresentado por um narrador em 3ª pessoa que se coloca como um contador de histórias: "deixe-me falar", "como já falei", etc., pois esses são  marcadores característicos da narrativa oral, então, de alguma forma, Poe retoma a tradição, porque antes, especificamente na Idade Média, quando não existia a escrita tal como a conhecemos, as histórias eram repassadas de boca em boca, de geração a geração.

A Morte Vermelha é uma praga que se manifesta pelo sangue saindo dos poros das pessoas e é contagiosa e em pouco tempo causa a morte, por isso o príncipe Próspero decide reunir mil amigos e se trancar em um dos seus muitos castelos. Após a entrada, o castelo é selado de tal forma que ninguém pode entrar nem sair dele. Seus habitantes esquecem-se do mundo e começam a curtir a vida, como se uma praga não estivesse assolando lá fora.

O castelo possui sete salas, todas com duas janelas góticas que refletem a cor da decoração, menos a última que, apesar de possuir cortinas pretas, as janelas são tingidas de um vermelho-sangue e isso assusta as pessoas, o que as fazem a evitar porque a cor vermelha lembra a praga.


Próspero decide fazer uma festa fantasia e as pessoas se vestem da forma mais macabra possível. Mas alguém consegue e ousa ser mais extravagante que todos, trazendo um lembrete que todos faziam questão de esquecer, e isso irrita muito o príncipe. Mas, ainda assim, todos aproveitam a festa, esquecendo do mundo e deixando-o com sua dor e desolação, até que um relógio antigo, que está na sétima sala do castelo, aquela que ninguém gostava e faziam de tudo para ficar longe, começa a tocar e nesse momento a música para e todos os presentes assumem posturas estranhas, começam a lembrar-se da miséria que está lá fora. E esse comportamento sempre acontece quando o relógio soa.
"Pelas setes câmaras desfilavam, de fato, uma multidão de sonhos."
Vejo o relógio nessa narrativa, assim como a sétima câmara, como objetos da realidade. Tudo se apresenta fantasioso, como num sonho (e a presença das janelas góticas que é uma das características da arquitetura medieval e ao mesmo tempo, na Literatura, pode ser a presença do sobrenatural, reforça isso), mas no momento que o relógio toca, se rompe a fantasia e o mundo volta ao normal enquanto as badaladas se fazem escutar.

"[...] Então, por um instante, tudo para, tudo é silêncio, salvo a voz do relógio. Os sonhos parecem congelados." 
O conto termina de uma maneira surpreendente, ainda que esperada por se tratar de Poe. O livro é lindo, Poly Bernatene, a ilustradora, fez um trabalho excelente. Os contos são curtinhos e foram impressos em papel revista, aquele bem lisinho (e com um cheiro maravilhoso).

Classificação: 
Editora: Melhoramentos
Autor: Edgar Allan Poe
Ilustradora: Poly Bernatene
Ano: 2010
Páginas: 88

20 comentários:

  1. Oii.
    Amei a resenha e essa edição do livro.
    Nunca li nada do autor, sou uma leitora voraz de romance, enfrento muita dificuldade em ler um livro que não tenha romance.
    Um abraço,
    Keth.
    Blog: www.parbataibooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas vale a pena dar uma chance pro Poe, Keth!
      Beijooos

      Excluir
  2. Olá,
    Que edição linda!!! Amei a resenha e eu amo esse autor.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, realmente é linda!
      Também gosto muito do Poe ❤
      Obrigada!
      Beijooos

      Excluir
  3. Heey!
    Eu nunca li nada do Poe ( acho que um conto) e sua resenha me chamou atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é maravilhoso!
      Que bom que gostou.
      Beijooos

      Excluir
  4. Oii Mirelle.
    Eu nunca li nada do Edgar Allan Poe acredita??
    Mas posso começar com este livro. Afinal de contas eu fiquei arrepiada com o conto só de ler a resenha, "magina" lendo ele.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Jess!
      Hahaha, Leia algo dele, se curtir terror, vai gostar.
      Obrigada.
      Beijooos

      Excluir
  5. Boa tarde, desconheço o autor e o título, mas adoro contos, o único problema é que acabo achando que ficou faltando algo mais.Também sou apaixonada por livros com esse acabamento!

    Beijos e uma semana de paz!
    Minhas Inspirações por Sara Menezes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas esse conto é bem completo, Sara. Não fica devendo nada.
      Beijooos e um ótimo fim de semana!

      Excluir
  6. Respostas
    1. Kkkkkk, mas esse conto é bem tranquilo. Faz medo não.
      Beijooos

      Excluir
  7. Olá gostei dá sua resenha!! Por ser conto eu tenho dificuldade em fazer resenha, mas já li e resenhei dois do Por, um foi o do gato, já leu? Coitado do gato kkkkk
    Com carinho
    One®
    http://onebooksoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Não, não li ainda, mas está nesse mesmo livro "Histórias extraordinárias".
      Beijooos

      Excluir
  8. Menina deu até medo :O
    Muito legal essa história! !
    Coloquei aqui na minha (infinita) lista hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk, é ótimo o conto! Tomara que você goste.
      Beijos ^^

      Excluir
  9. Sou muito curiosa para ler as obras de Poe! Acho ele um escritor fantástico e sempre vejo muitos comentários bons sobre ele! Esse livro me chamou atenção! Já estou procurando preços aqui para adquirir.

    beijinhos!

    http://leiturize-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ebaaa, Vale muito a pena ler Poe, Camila!
      Beijos

      Excluir
  10. Nunca li uma obra do Poe, mas pretendo ler em breve e sua resenha me deixou mais curiosa para ler <3
    Beijos,
    coresliterarias.com.br

    ResponderExcluir

Olá! Seja muito bem-vindo a este espaço, que é nosso!
Deixe seu comentário e clique em "Notifique-me" para podermos conversar; são bem-vindas críticas construtivas, mas não xingamentos. Deixe também o link de seu blog, se tiver, para que possamos lhe retribuir a visita e segui-lo.
Um abração!

© ♥ Eu Sou Um Pouco De Cada Livro Que Li ♥ - 2016. Todos os direitos reservados.
Designed by: Amanda Hauanne e Mirelle Almeida. Cabeçalho by: Edu Anjos.
Tecnologia do Blogger.